É MAIS QUE VOAR

- Desde 2008 - Notícias | Aviação | Investimentos | Economia | Viagens |

AVIAÇÃO EXECUTIVA | Business Aviation

DEFESA | Defense

Asas Rotativas | Helicopters

 LATAM Brasil retoma 77% da oferta de assentos da sua malha aérea doméstica em agosto

 

A LATAM no Brasil está retomando em agosto 77% da sua oferta doméstica de assentos (ASK) em relação a agosto de 2019 (período anterior à pandemia), com 418 voos nacionais diários. Na prática, a oferta da empresa no País em agosto de 2021 é quase três vezes maior (277%) do que em agosto de 2020. As regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste impulsionam a retomada com aumento de voos; no Nordeste, haverá crescimento no Ceará, Maranhão e Bahia.

 

LATAM Brasil retoma 77% da oferta de assentos da sua malha aérea doméstica em agosto |   | Foto © Herbert Monfre - Fotógrafo de avião - Eventos - Publicidade - Ensaios - Contrate o fotógrafo pelo e-mail cmsherbert@hotmail.com | Imagem produzida por Herbert Pictures - É MAIS QUE VOAR

Em julho de 2021 (em comparação com julho de 2019), a LATAM registrou no mercado doméstico brasileiro uma demanda de passageiros (medida em RPK) de 75% e uma oferta de assentos (medida em ASK) de 76,2%, resultando em uma taxa de ocupação de 81,8%.

 

“Seguimos confiantes na medida em que avança o processo de vacinação no combate à pandemia no Brasil e as pessoas retomam os seus planos de viagem. Vamos permanecer atentos a todas as oportunidades de ampliar a nossa operação para atender a todos que pretendem voar a lazer ou a trabalho”, afirmou Diogo Elias, diretor de Vendas e Marketing da LATAM Brasil.

 

Ao todo, a LATAM voa para 44 destinos no Brasil, o mesmo número antes da pandemia. Os 44 destinos são: São Paulo (Congonhas), São Paulo (Guarulhos), Brasília, Fortaleza, Florianópolis, Belo Horizonte (Confins), Curitiba, Rio de Janeiro (Galeão), Rio de Janeiro (Santos Dumont), Campo Grande, Cuiabá, Belém, Porto Alegre, Aracaju, Salvador, Ilhéus, Porto Seguro, Recife, Maceió, Vitória, Natal, Foz do Iguaçu, Navegantes, Manaus, Goiânia, Londrina, João Pessoa, Teresina, São Luís, Uberlândia, Rio Branco, Imperatriz, Palmas, Maringá, Porto Velho, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Boa Vista, Marabá, Macapá, Joinville, Santarém, Jaguaruna e Chapecó.

 

Conforme anunciado aqui recentemente, a LATAM vai abrir novos destinos no Brasil a partir de novembro deste ano e, assim, superar o número de cidades atendidas no Brasil antes da pandemia, chegando a 49 aeroportos no País.

 

Voos internacionais a partir do Brasil

 

Do Brasil para o exterior, a LATAM permanece operando 20% da sua oferta de assentos (medida em ASK) em relação a agosto de 2019, com voos restabelecidos para 13 destinos (Santiago, Madri, Frankfurt, Lisboa, Assunção, Montevidéu, Cidade do México, Miami, Nova York, Buenos Aires, Cancún, Paris e Bogotá).

 

Toda essa operação está sujeita à evolução da pandemia, bem como às restrições de viagens estabelecidas pelos países.

 

Operação global do Grupo LATAM

 

Somadas todas as suas filiais, o Grupo LATAM prevê retomar até 49% da sua oferta total de assentos (em ASK) em agosto de 2021, em comparação com agosto de 2019, e espera superar a marca de 50% até o final do terceiro trimestre deste ano. Em julho deste ano, o Grupo LATAM havia retomado 45,6% do ASK.

 

Ainda, o Grupo LATAM deve operar neste mês 891 voos diários (domésticos e internacionais) para 116 destinos em 16 países. Na divisão de cargas, a companhia prevê 1.020 voos em aeronaves cargueiras, o que representa 19% a mais do que no mesmo mês de 2019.

 

Em julho de 2021 (em comparação com julho de 2019), o Grupo LATAM registrou uma demanda de passageiros (medida em RPK) de 39,8% e uma oferta de assentos (medida em ASK) de 45,6%, resultando em uma taxa de ocupação de 73,8% (redução de 10,6 pontos percentuais). No transporte de cargas, também em comparação com julho de 2019, registrou uma ocupação de 62% (aumento de 9,2 pontos percentuais).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

2021 © É MAIS QUE VOAR