É MAIS QUE VOAR

- Desde 2008 - Notícias | Aviação | Investimentos | Economia | Viagens |

AVIAÇÃO EXECUTIVA | Business Aviation

DEFESA | Defense

Asas Rotativas | Helicopters

Quem é o BOEING 787? - Parte 1 | É MAIS QUE VOAR


Tudo e mais um pouco do Boeing 787 Dreamliner. Relembre fatos deste avião inovador!




O Boeing 787 Dreamliner, conhecido como aeronave dos sonhos, é o novo avião comercial de passageiros da Boeing. A entrada de serviço do inovador avião veio antes do previsto. A Boeing estimava em 2012, mas em 26 de outubro de 2011, a companhia aérea japonesa ANA – All Nippon Airways decolou pela primeira vez com o Dreamliner transportando passageiros. 

O Dreamliner é capaz de transportar entre 242 e 420 passageiros, dependendo da versão variante e da configuração do interior da aeronave escolhido pelo cliente operador. É o primeiro avião comercial a ser fabricado, principalmente, com composites e fibra de carbono. O 787 substitui os Boeing 767 e Boeing 757 e compete diretamente com o avião concorrente Airbus A330 e A350 XWB.

Projetado para ser uma aeronave de longo alcance, o Boeing 787 voa entre 13.621 km (variante -8, de menor capacidade de passageiros) e 11.910 km (variante -10 de maior capacidade de passageiros). A aeronave pode ser equipada com motores General Eletric GEnx ou Rolls-Royce Trent 1000 fornecendo assim um empuxo unitário na faixa dos 265,8 - 311,4KN (53.000 - 70.000 lb.).

A Boeing projetou o cockpit do 787 de tal maneira que é muito fácil treinar um piloto de 777 para voar o novo avião 787. A meta é que não ultrapasse mais do que cinco dias para um piloto de 777 se tornar qualificado em operar o 787, que é um avião razoavelmente menor.

Quem é o BOEING 787? - Parte 1 | É MAIS QUE VOAR
Foto © Boeing / Divulgação.

Mike Carriker (foto ao lado) fez o que ele mais gosta na vida — voos de teste. Ele esteve pilotando o 777 como parte de um programa conjunto da Boeing, NASA e outros – para fazer aviões comerciais mais silenciosos durante as decolagens e pousos, bem como menos barulhentos para os passageiros dentro da cabine.

“Você verá as diferenças visuais entre os cockpits, mas se você é piloto de 777 vai focar em partes dos displays e instantaneamente saber o que está olhando” disse Carriker.




Ao contrário dos 5 displays do 777, o 787 têm 4 telas com 100% mais área visual do que o anterior. Além das telas grandes, o 787 têm também HUD para o piloto e copiloto. O HUD é um equipamento usado em aviões de caça que permite que se veja a pista e os instrumentos essenciais ao mesmo tempo (as indicações são projetadas em uma tela transparente na frente do piloto).

Quem é o BOEING 787? - Parte 1 | É MAIS QUE VOAR
Cockpit do 787 Dreamliner | Foto © Boeing.


Além disso, o 787 têm capacidade de pouso por GPS, usando os satélites para aproximação de alta precisão. Aviões totalmente novos como o 787 aparecem apenas uma vez a cada 12 ou 14 anos nas instalações da fábrica da Boeing.

O Boeing 777 foi o último avião lançamento da Boeing que fez seu primeiro voo em 1994 antes do lançamento do Boeing 787. “No primeiro voo de um avião novo, tudo se resume no momento da decolagem, toda a esperança de todo o pessoal que participou na construção do avião, sem contar toda a ambição da companhia inteira” diz Carriker.

Dia Histórico da Boeing


Depois de muitos imprevistos, atrasos, e sem contar a greve de 90 dias que sofreu na Fábrica da Boeing, o cobiçado 787 resolveu realizar o tão esperado voo inaugural.

Everett, WA, USA – uma manhã fria e chuvosa do dia 15 de dezembro de 2009 – às 09h50min da manhã, horário local (14h50min horário de Brasília), era previsto a decolagem da aeronave, funcionários da fabricante, e entusiastas da aviação, ficaram muito felizes com a conquista do projeto e ansiosos de ver a aeronave decolar. Pessoas do mundo inteiro também puderam acompanhar ao vivo pelo website da Boeing a aeronave realizando os testes de taxiamento e claro o tão esperado voo inaugural.

A hora prevista passou e o 787 começou a taxiar pelo aeroporto de Paine Field (PAE / KPAE), chamando a atenção com uma bela imagem no design e sem contar com uma pintura ilustre. Mike Carriker esteve no assento da esquerda — como comandante — quando o 787 fez a primeira decolagem, Carriker entrou para os livros de história, se juntando a um seleto grupo de pilotos que tiveram a honra e a enorme responsabilidade de controlar um novo avião da Boeing em voo inaugural — do 707 até o 787.

O que ele pensou naquele momento?

“Please, God, don’t let me make any mistakes.” (Deus, não me deixe fazer nada errado).

Quem é o BOEING 787? - Parte 1 | É MAIS QUE VOAR
Foto © Boeing.

Por volta das 10h30min da manhã, hora local, o 787 tomou os céus e realizou um voo VFR (Voo Visual), sobre Seattle, região noroeste dos EUA. Às 12h50min, hora local, foi previsto o primeiro pouso, A aeronave pousou somente depois de trinta minutos do previsto, uma pequena chuva caia sobre o aeroporto, após o pouso pilotos e engenheiros, fecham o dia com discursos e entrevistas para a imprensa.

Veja o vídeo abaixo do momento histórico quando o 787 voou pela primeira vez:


Os Aviões de Teste


A Boeing contou com uma frota de seis aviões para realizar os voos de testes, os quais levaram a certificação do modelo. Com os seguintes números de seriais para a Boeing:


Quem é o BOEING 787? - Parte 1 | É MAIS QUE VOAR
O ZA001 - o primeiro Boeing 787 Dreamliner que foi construído registro N787BA. Atualmente, encontra-se aposentado em Nagoya, Japão. | Foto © Boeing.

O ZA001 realizou o primeiro voo com uma tripulação mínima, apenas com dois pilotos e nenhum engenheiro a bordo. O ZA001 voou com o registro N787BA. Atualmente a aeronave foi aposentada e se encontra em Nagoya a 346 km ao sudoeste de Tóquio no Flight of Dreams - CENTRAIR, a região é sede da Mitsubishi Heavy Industries, onde são frabricados as asas de todos os 787 antes de serem enviados até à Boeing nos EUA.

Todos os parâmetros medidos na aeronave ZA001 foram transmitidos em tempo real ao centro de ensaios da Boeing Field. Onde estiveram os engenheiros.

Quem é o BOEING 787? - Parte 1 | É MAIS QUE VOAR
O ZA002 voou com o registro N787EX nas cores da ANA. Atualmente encontra-se aposentado no Museu Pima, no Arizona, EUA. | Foto © Paul Bradley, via Britmodeller.


O segundo avião, o ZA002 foi utilizado para os ensaios de sistemas elétricos, piloto automático, aviônica, motores, estabilidade e controle, teste dos sistemas computadorizados, teste do sistema do oxigênio e do tanque de combustível (temperatura, transferência entre tanques, etc.), instrumentos para medir o comportamento da APU e instrumentos para a verificação dos sistemas de degelo e capacidade máxima de carga elétrica. A aeronave voou com o registro N787EX com as cores da cliente de lançamento ANA (All Nippon Airways) e atualmente encontra-se aposentada no Museu Aeroespacial Pima, no Arizona, EUA.


Quem é o BOEING 787? - Parte 1 | É MAIS QUE VOAR
O ZA003, voou com o registro N787BX. Atualmente encontra-se no Museum od Flight, proxímo a fábrica da Boeing, em Seattle, EUA. | Foto © Karsten Palt - Flugzeuginfo.net

O ZA003 foi utilizado para testar os diferentes sistemas, as emissões de ruído (interno e externo), a cabine de passageiros, aviônica e a certificação ETOPS. A aeronave voou com o registro N787BX. A Boeing doou a aeronave para o Museum of Flight, localizado em Seattle, EUA. 

Quem é o BOEING 787? - Parte 1 | É MAIS QUE VOAR
O ZA004, voa com o registro N7874. | Foto © Boeing.
O ZA004 realizou os testes de alta velocidade e as avaliações dos motores. A aeronave voa até aos dias de hoje com o registro N7874.

Quem é o BOEING 787? - Parte 1 | É MAIS QUE VOAR
O ZA005 canibalizado na Boeing em Seattle, EUA. A aeronave voou com o registro N787FT. | Foto © Jennifer Schuld - via Twitter.

O primeiro avião equipado com motores GEnx foi o ZA005 e serviu para testar as vibrações, características aerodinâmicas, sistemas dos motores e certificação ETOPS. Atualmente o ZA005 foi canibalizado na Boeing em Seattle, a aeronave voou com o registro N787FT.

Quem é o BOEING 787? - Parte 1 | É MAIS QUE VOAR
O ZA006 ainda nas cores da Boeing com o registro N787ZA, após a aeronave foi convertida como VIP e operou ao Governo Mexicano como Aeronave VIP recebendo um novo registro XC-MEX | Foto © Boeing.

O ZA006 serviu para realizar os diferentes testes com mínimo equipamento analógico, certificação ETOPS com sistemas mínimos computadorizados e testes de contingência. A aeronave voou com o registro N787ZA.


Quem é o BOEING 787? - Parte 1 | É MAIS QUE VOAR
Na imagem, o XC-MEX que voou pelo Governo do Mexico configurado como VIP. A aeronave foi o ex-ZA006 que voou como testes da Boeing com o ex-registro N787ZA. | Foto © Fuerza Aerea do Mexico - Divulgação.

Em 03 de fevereiro de 2016 o ZA006 foi convertido para versão VIP que a partir desta data passou a voar nas cores da Fuerza Aerea Mexicana e operar para o Governo Mexicano como aeronave presidencial e recebeu um novo registro de XC-MEX voando até dezembro de 2018. Atualmente a aeronave se encontra estocada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

2021 © É MAIS QUE VOAR