É MAIS QUE VOAR

- Desde 2008 - Notícias | Aviação | Investimentos | Economia | Viagens |

AVIAÇÃO EXECUTIVA | Business Aviation

DEFESA | Defense

Asas Rotativas | Helicopters

Helicóptero AW-139 completa 20 anos de operações |  | Foto © Herbert Monfre - Fotógrafo de avião - Eventos - Publicidade - Ensaios - Contrate o fotógrafo pelo e-mail cmsherbert@hotmail.com | Imagem produzida por Herbert Pictures - É MAIS QUE VOAR


A Leonardo este ano está celebrando o 20° aniversário do voo inaugural do helicóptero AW139. A primeira aeronave levantou voo nas dependências da companhia, em Cascina di Samarate, Itália, no dia 03 de fevereiro de 2001. O helicóptero voou por 45 minutos verificando os testes iniciais de aeronavegabilidade, pairando lateralmente e para frente, testando também as qualidades de manobra e subsistemas. Desta maneira, foi possível concluir que essas características somadas à suavidade do modelo, à sua performance e capacidade o fariam referência no mercado de helicópteros nas últimas décadas, a nível internacional.

 

O motor bimotor intermediário AW139 de sete toneladas já recebeu pedidos de quase 1.200 unidades, de mais de 280 clientes, em mais de 70 países em todos os continentes. A aeronave mostrou níveis extraordinários de confiabilidade e capacidades operacionais, com mais de 3 milhões de horas de voo registradas desde a primeira entrega, no início de 2004.

 

Os dados de uso atestam a versatilidade do AW139, aproximadamente metade da frota mundial possui finalidade de utilidade pública, como busca e resgate, ambulância aérea, aplicação da lei, combate a incêndios, socorro em desastres e ações militares. Os demais possuem uma categoria no transporte no setor de offshore, além de transporte VIP, institucional e corporativo, bem como outras missões civis.

 

Quanto a frota de AW139, tem 30% na Europa, porcentagem equivalente na Ásia e na região da Austrália, 15% nas Américas, seguido pelo Oriente Médio. Para atender às demandas do mercado, o helicóptero é produzido em diferentes linhas de montagem tanto na Itália, na fábrica de Vergiate, quanto nos Estados Unidos, na Filadélfia, que entregou cerca de 30% de todas as unidades até o momento. A Força Aérea dos Estados Unidos apresentará em breve o Boeing MH-139, aeronave inspirada no AW139, que substituirá a frota UH-1N.

 

O AW139 cresceu significativamente ao longo dos anos, adaptando-se às novas necessidades dos clientes. O peso máximo de decolagem aumentou de 6,4 para 7 toneladas. Quase 1.000 kits de missão e equipamentos foram certificados. Com sistemas avançados de proteção contra gelo, o AW139 pode voar em todas as condições climáticas. Este modelo também é o único no mundo capaz de continuar voando por mais de 60 minutos sem óleo na transmissão, o dobro dos 30 minutos definidos por autoridades de certificação. Em 2020, novos recursos diferenciados para o conjunto de aviônicos foram introduzidos, incluindo visão sintética, Sistema de Alerta de Proximidade do Solo Aprimorado com modos offshore, mapas 2D aprimorados e carregamento de dados sem fio, aumentando a consciência situacional da tripulação e reduzindo a carga de trabalho para operações noturnas ou em condições meteorológicas marginais.

 

Apesar da experiência e com maturidade alcançada em quase 17 anos de atividade operacional, o AW139 continua a ser um programa jovem e moderno, destinado a assumir um papel de liderança no futuro.

 

O AW139 também representa um ponto de virada no setor de asa rotativa, por meio da introdução do conceito de "família Leonardo de helicóptero". O AW139 é, na verdade, o antepassado de uma família de helicópteros composto do AW169 menor e mais leve e do AW189 maior e mais pesado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

2021 © É MAIS QUE VOAR