É MAIS QUE VOAR

- Desde 2008 - Notícias | Aviação | Investimentos | Economia | Viagens |

AVIAÇÃO EXECUTIVA | Business Aviation

DEFESA | Defense

Asas Rotativas | Helicopters

Airbus, Boeing e Embraer - entregas e encomendas  de aeronaves no Segundo Trimestre de 2021 (2T2021)

Aos pouco a economia na indústria aeronáutica vai retomando com base aos resultados de entregas e encomendas das três maiores fabricantes de aeronaves comerciais (Airbus, Boeing e Embraer) no segundo trimestre. Tudo isso com o avanço das vacinas em andamento em todo o mundo e a queda de mortes com à pandemia, em alguns países grande parte da população já tomaram a segunda dose da vacina. Vale ressaltar que a retomada é lenta e de forma gradual, mas que já pode-se ver melhorias com resultados positivos no setor da aviação e viagens.


Incluindo as três maiores fabricantes (Airbus, Boeing e Embraer) ao todo foram entregues 265 aeronaves (144 narrowbody e 57 widebody), um aumento de entregas de 52 aeronaves comparado ao primeiro trimestre do ano e 473 encomendas neste segundo trimestre (431 narrowbody e 45 widebody) um aumento de 147 aeronaves encomendadas comparado ao primeiro trimestre do ano.

 

Durante o segundo trimestre de 2021, a aeronave narrowbody (fuselagem estreita ou corredor único) mais entregue foi o Airbus A320neo com um total de 68 entregas enquanto a aeronave widebody (fuselagem larga ou duplo corredor) mais entregue foi o Airbus A350-900XWB com 18 entregas.

 

Quanto as encomendas, o 2T2021 somado com as três maiores fabricantes, tiveram um total de 473 aeronaves (431 narrowbody e 37 widebody). A aeronave narrowbody mais encomendada no período foi o Boeing 737 MAX 10 se tornando a maior encomenda da versão MAX 10 até o momento após a retomada operacional do MAX. Já o widebody mais encomendado foi o cargueiro Boeing 767-300F com 18 encomendas.


Airbus, líder de entrega no primeiro semestre de 2021

 

Durante o 2T2021, a Airbus entregou um total de 172 aeronaves comerciais (144 narrowbody e 28 widebody), um aumento de 47 aeronaves entregues comparado ao trimestre anterior sobre o ano. O total de encomendas foram 126 aeronaves (120 narrowbody e 6 widebody), um aumento de 87 aeronaves encomendadas comparado ao trimestre anterior.

 

O A320neo e o A350-900 XWB continuaram na liderança como os mais entregues pelo segundo trimestre do ano consecutivo e até o momento as aeronaves mais entregues do ano 2021.

 

A aeronave Airbus A320neo foi a mais entregue no segundo trimestre com um aumento de 9 aeronaves entregues comparado ao primeiro trimestres, um total de 68 entregas no segundo trimestre. Já a aeronave widebody mais entregue pela fabricante europeia foi o A350-900XWB com o dobro de entregas sobre o trimestre com 18 entregas como mencionado no começo desta publicação.

 

Airbus - entregas de aeronaves no Segundo Trimestre de 2021 (2T2021)

Quanto as encomendas, o Airbus A321neo foi o narrowbody mais encomendado pela fabricante europeia com 104 encomandas. Já o widebody mais encomendado da Airbus foi o A350-900 XWB com 5 encomendas.

 

A fabricante europeia segue na liderança durante primeiro semestre de 2021 com um total de 297 entregas, 165 encomendas e um grande número de pedidos em um total de 6.925 aeronaves.

 

Airbus - encomendas de aeronaves no Segundo Trimestre de 2021 (2T2021)

Segundo o site DSM Forecast International, os resultados ficaram acima das expectativas dos analistas, refletindo entregas de aeronaves acima do esperado, mas também ajudados pelos resultados de um programa de reestruturação em andamento.

 

Antes da pandemia, a Airbus tinha como meta um aumento de 5 por cento na taxa de A320 para 63 jatos por mês a partir de 2021, e também estava discutindo um aumento adicional com sua cadeia de suprimentos que poderia ter levado a taxa de produção a tão alta quanto 67 aeronaves por mês, ou 804 por ano, até 2023. Isso colocaria a empresa ao alcance de um total de 1.000 entregas de jatos por ano. Esses planos agora foram arquivados. Em 21 de janeiro de 2021, a Airbus lançou um plano de taxa de produção atualizado e agora espera aumentar a produção do A320 da taxa atual de 40 por mês para 43 no terceiro trimestre e 45 no quarto trimestre de 2021. Isso representa um aumento mais lento do que o previsto anteriormente 47 aeronaves por mês a partir de julho. A taxa de produção mensal do A220 foi aumentada de quatro para cinco aeronaves por mês até o final do primeiro trimestre de 2021. As taxas de produção do Widebody permanecerão nos níveis atuais, com taxas de produção mensal de cerca de cinco e dois para o A350 e A330, respectivamente.

 

Boeing, líder de encomendas no primeiro semestre de 2021

 

A Família de aeronaves MAXs vem ganhando a confiança dos operadores após feito as melhorias realizadas pela fabricante norteamericana Boeing. Com a retomada de operações dos aviões família MAX em novembro de 2020, a Boeing no segundo trimestre de 2021 bateu um novo recorde de encomendas no período.

 

A Boeing obteve um aumento de 35 pedidos com um total de pedidos de 317 aeronaves (281 narrowbody e 36 widebody). As entregas tiveram um aumento de 2 aeronaves a mais durante o segundo trimestre de 2021 comparado com o primeiro trimestre do ano, um total de entregas de 79 aeronaves (50 narrowbody e 29 widebody).

 

O Boeing 737 MAX 8 foi a aeronave narrowbody da fabricante mais entregue no segundo trimestre de 2021 com 84 aeronaves, um aumento de 45 aviões da versão MAX 8 comparado ao trimestre anterior sobre o mesmo ano. Já o widebody mais entregue no 2T2021 da Boeing foi o cargueiro Boeing 767-300F com 18 aeronaves.

 

Boeing - entregas de aeronaves no Segundo Trimestre de 2021 (2T2021)

Segundo a Boeing, o programa 737 está atualmente sendo produzindo com uma taxa baixa e continua esperando aumentar gradualmente a produção para 31 por mês no início de 2022 com aumentos graduais adicionais para corresponder à demanda do mercado. A Boeing continuará avaliando o plano de taxas de produção à medida que monitora o ambiente do mercado e se engaja nas discussões com os clientes.

 

Durante o segundo trimestre a Família MAX bateu um novo recorde de encomendas, a United Airlines fez um pedido de encomendas de 200 aeronaves MAXs (50 Boeing 737 MAX 8 e 150 Boeing 737 MAX 10), a encomenda tornou-se a maior encomenda para a versão do MAX 10, da mesma forma que aconteceu durante o primeiro trimestre com um recorde de encomendas feitas para o MAX 7 pela Southwest Airlines após a retomada operacional da família de aeronaves MAXs

 

Um fator curioso foi o número de encomendas por aeronaves cargueiras sobre o segundo trimestre. Com a pandemia, o setor de e-commerce juntamente com o setor de carga aérea fez empresas como: Fedex, Lufthansa Cargo, Silk Way West, Qatar Cargo e um outro operador em sigilo – impulsionar por encomendas por aeronaves cargueiras Boeing 767F e Boeing 777F.

 

Boeing - encomendas de aeronaves no Segundo Trimestre de 2021 (2T2021)

A Boeing fechou o primeiro semestre de 2021 como a maior fabricante com mais encomenda, um total de 599 aeronaves. 434 aeronaves a mais de aeronaves encomendadas que o seu concorrente Airbus que obteve um total de 165 aeronaves encomendada no mesmo semestre.

 

Mesmo com esse grande número de encomendas no primeiro semestre de 2021, a Boeing tem um total de 4.166 de pedidos de aeronaves, um número inferior do seu concorrente Airbus que tem 6.925 pedidos de encomendas.  

 

A brasileira Embraer

 

A fabricante brasileira Embraer segundo em seu comunicado oficial com os Investidores entregou um total de 22 jatos no segundo trimestre de 2021, sendo quatorze jatos comerciais e vinte jatos executivos.

 

O novo E195-E2 foi o mais entregue no período com um total de 7 entregas. Um a mais comparado ao primeiro trimestre de 2021.

 

Durante o segundo trimestre de 2021, a companhia aérea Helvetic Airways, da Suíça, recebeu a primeira de quatro novas aeronaves E195-E2. A Helvetic encomendou 12 E-Jets E2 para iniciar a renovação de frota: oito aeronaves E190-E2 (já em serviço) e quatro E195-E2 (conversões do pedido original de E190-E2), além de direitos de compra para mais 12 aeronaves adicionais.

 

Outro fator relevante foi a última entrega da aeronave Embraer 170. O Embraer170 teve uma carteira total de 171 aeronaves desde o seu lançamento.

 

Embraer - encomendas e entregas de aeronaves no Segundo Trimestre de 2021 (2T2021)

O total de pedidos da Embraer fechou o segundo trimestre de 2021 com 66 aeronaves comerciais a mais comparado com o primeiro trimestre de 2021.

 

A Embraer encerrou o primeiro semestre de 2021 com 306 pedidos de aeronaves comerciais (141 Embraer 175, 3 Embraer 190, 5 Embraer 195-E2 e 157 Embraer 195-E2).

 

A atual carteira de pedidos firmes (backlog) inclui o contrato de 30 aeronaves E195-E2 da Porter Airlines, do Canadá, que foi inicialmente informado como um cliente “não divulgado” em 29 de abril, sendo revelado ao mercado em 12 de julho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

2021 © É MAIS QUE VOAR